Posts Tagged ‘Estresse’

O estresse

29/04/2010

“Ora, o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo” (Rm.5:13).

Determinou o Senhor que toda pessoa que Lhe obedece à Palavra tenha a Sua alegria, a Sua paz e o Seu contínuo poder mantenedor. Tais homens e mulheres serão sempre levados para junto dEle, não somente quando perante Ele se ajoelham em oração, mas quando se empenham nos afazeres da vida. Para eles preparou junto a Si um lugar de repouso, onde a vida é purificada de toda rusticidade e aspereza. Por meio dessa comunhão ininterrupta com Ele, são coobreiros Seus no seu trabalho vitalício.

Palavras não podem descrever a paz e a alegria que possui aquele que se apega à Palavra de Deus. As provações não o perturbam, a desconsideração não o afeta. O eu está crucificado. Dia a dia podem se tornar para ele mais oprimentes as obrigações, e mais fortes as tentações; mas mas ele não vacila; pois recebe fortaleza equivalente à necessidade.

Todos quantos estão aprendendo aos pés de Jesus não deixarão de exemplificar o caráter de Cristo em seu procedimento e conversação. ..A luz e o amor de um Salvador que habita no coração são revelados em cada palavra e ato (Minha Consagração Hoje, p.51).

Se pensássemos e falássemos mais em Jesus, e menos em nós mesmos, teríamos muito mais de Sua presença. Se permanecermos nEle, estaremos tão repletos de paz, fé, e coragem, e teremos uma experiência tão vitoriosa para relatar quando nos reunimos, que outros serão reanimados pelo nosso claro e vigoroso testemunho de Deus. Esses preciosos reconhecimentos para  louvor da glória de Sua graça, quando confirmados por uma vida semelhante à de Cristo, têm irresistível poder, eficaz para salvação das pessoas.

O lado brilhandte e animador da religião será representado por todos os que consagram diariamente a Deus. Não devemos desonrar nosso Senhor por um pesaroso relato de aflições que parecem ser graves. Todas as aflições encaradas como instrutivas produzirão alegria. Toda a vida religiosa será enaltecedora, enlevante, enobrecedora, e impregnada de boas palavras e obras. O inimigo muito se agrada de que haja pessoas deprimidas e abatidas. Ele que quer os incrédulos tenham impresões errôneas do efeito de nossa fé. Mas Deus deseja que a mente atinja um nível mais elevado. Ele quer que toda pessoa triunfe no poder guardador do Redentor (Exultai-O, 0.250).

Quando recebemos Cristo no coração, como hóspede permanente, a paz de Deus , que excede a todo entendimento, guarda nosso coração e espírito em Cristo Jesus. A vida do Salvador na Terra, embora passada em meio de conflieto, foi uma vida de paz. Conquanto irados inimigos O estivessem sempre perseguindo, Ele disse: “Aquele que Me enviou está comigo. O Pai não Me tem deixado só, porque Eu faço sempre o que Lhe agrada” (João 8:29). Nenhuma tempestade de ira humana ou diabólica poderia perturbar a calma daquela perfeita comunhão com Deus (O Maior Discurso de Cristo, p.15,16).

Anúncios

Falta de esperança e derrame em mulheres

26/10/2009

Sad_WomanA falta de esperança entre mulheres não só é triste como também eleva o risco de derrames, disseram pesquisadores dos EUA… De acordo com esse estudo, publicado na revista Stroke, mulheres saudáveis, mas que se sentem cronicamente desesperançadas, têm maior propensão a desenvolver placas nas paredes das artérias do pescoço, o que pode provocar um acidente vascular cerebral (derrame). “Essas descobertas sugerem que as mulheres que experimentam sensações de desesperança podem ter maior risco para futuras doenças cardíacas e derrames”, disse Susan Everson-Rose, da Escola Médica da Universidade de Minnesota, autora do estudo.

Muitas pesquisas já vincularam a depressão a doenças cardíacas, e estudos recentes inclusive sugeriram que o otimismo pode proteger as mulheres dos problemas do coração.

O estudo comandado por Everson-Rose é o primeiro a vincular diretamente a desesperança aos derrames em mulheres saudáveis. Foram examinadas 559 mulheres com idade média de 50 anos e sem sintomas clínicos de doença coronariana, como hipertensão.

Para medir a falta de esperança, foram feitas perguntas sobre o futuro e objetivos pessoais. Também foram medidos os sintomas de depressão com base em uma escala de avaliação com 20 itens. Finalmente, exames de ultrassom mediram a espessura das artérias do pescoço.

“O que descobrimos é que essas mulheres que relataram sentir desesperança a respeito do futuro ou dos seus objetivos pessoais tinham maior engrossamento das artérias do pescoço – mais aterosclerose -, o que é um pré-indicador do risco de derrame e subsequente ataque cardíaco”, disse Everon-Rose por telefone.

Em média, mulheres sem esperança tinham as artérias do pescoço 0,02 milímetro mais espessas do que as esperançosas. A diferença foi significativa mesmo levando em conta outros fatores de risco coronariano, como idade, raça, renda, fatores de risco para doenças cardíacas e até a depressão.

Everson-Rose explicou que sua equipe buscou especificamente diferenças entre mulheres desesperançadas e as deprimidas – um distúrbio mais geral, que afeta coisas como sono, apetite e humor. “O que descobrimos é que o engrossamento das artérias do pescoço é um traço específico da desesperança.”

Everson-Rose disse que ainda é necessário realizar estudos sobre as mudanças fisiológicas que geram esse resultado. O estudo não monitorou, por exemplo, os níveis de cortisol (hormônio ligado ao estresse).

A pesquisadora recomendou que mulheres que se sintam desesperançadas fiquem conscientes do risco e busquem ajuda.

(Folha Online)

Nota: Por falar em esperança, você está sabendo da programação especial que a Igreja Adventista preparou sobre esse assunto? Clique aqui e confira.

Fonte: Débora Borges