Archive for the ‘Para Reflexão!’ Category

Deus é amor

14/10/2010

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. 1 João 4:7, 8

Todo cristão sabe que Deus é amor. E se há um verso bíblico que todos sabem de cor, este é João 3:16: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira…”

É importante anunciar ao mundo que Deus existe, é o Criador de tudo, é onipotente, onipresente, onisciente, e é uma Trindade, constituída por Pai, Filho e Espírito Santo. Mas o fato de Deus ser amor supera em importância todos os Seus demais atributos, pois aqui está o coração do evangelho.

“Esta realidade distingue o Deus bíblico de todos os outros deuses”, diz o Dr. Fritz Guy. “Para nós é natural dizer que Deus é amor. Mas os antigos cananeus não diziam que Baal é amor. Os gregos não diziam que Zeus é amor. E os muçulmanos não dizem que Alá é amor. Somente o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, o Deus revelado em Jesus, o Messias, é que é amor.”

João diz que Deus é espírito (Jo 4:24), e esta declaração descreve a natureza divina como estando acima das limitações de tempo e espaço, mas nada diz sobre a possibilidade de mantermos um relacionamento saudável e feliz com esse Ser. João também diz que Deus é luz (1Jo 1:5), o que define o Seu estado de pureza e onipresença, mas isto pode trazer medo em vez de conforto. Mas quando ele diz que Deus é amor, o nosso medo é substituído pela confiança, dando-nos a certeza de que podemos lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade, “porque Ele tem cuidado de [nós]” (1Pe 5:7).

A afirmação de que Deus é amor é de infinito valor para entendermos o plano da salvação, pois quando surgiu o pecado, somente um amor infinito poderia conceber um plano envolvendo a morte do Filho de Deus para salvar o homem. Em troca de um tão grande amor, Deus nos pede que O amemos sobre todas as coisas, e ao próximo como a nós mesmos.

Os adventistas são conhecidos como um povo que guarda o sábado, que não come carnes imundas, mantém escolas para os filhos, prestam assistência social, têm hospitais e uma porção de outras instituições e programas. Será que, um dia, poderíamos nos tornar conhecidos como uma comunidade em que o amor fraterno é um estilo de vida?

Fonte: Meditação Matinal, 14 de outubro de 2010.

Anúncios

Vitória sobre o pecado

08/09/2010

Ele [Jesus] não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida à divindade; Ele estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p.123).

“No batismo, comprometemo-nos a romper toda conexão com Satanás e seus agentes, e dedicar coração e mente à obra de estender o reino de Deus. …O Pai, o Filho e o Espírito Santo estão empenhados em cooperar com os instrumentos humanos santificados” (Comentários de Ellen G. White, The SDA Bible Commentary, v.6, p.1.075).

“A profissão de cristianismo, sem a fé e as obras correspondentes, de nada aproveitará. Homem algum pode servir a dois senhores. Os filhos do maligno são servos de seu senhor; de quem se fazem servos para lhe obedecer, desses são servos (Rom 6:16), e não podem ser servos de Deus enquanto não renunciarem ao diabo e a todas as suas obras. O envolvimento nos prazeres e diversões em que empenham os servos de Satanás não pode ser inofensivo para os servos do Rei celestial, embora repitam muitas vezes que tais diversões são inocentes. Deus tem revelado verdades santas e sagradas para separar Seu povo dos ímpios e purificá-lo para Si. Os adventistas do sétimo dia devem viver sua fé” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v.1, p.404).

Fonte: Lição da Escola Sabatina dos Adultos, A Redenção em Romanos, p.51.

Você é um Judas?

13/04/2010

Você leva uma vida para construir sua reputação, e somente alguns segundos para destruí-la. Não sei quantos de vocês ja ouviram isso. Eu já, várias vezes. Geralmente é quando alguem comete um daqueles erros que ninguém esquece. Politicos, pastores, pessoas casadas, filhos solteiros, e por ai vai. Enquanto o homem e o livre arbítrio existirem, vamos tomar decisões que podem, infelizmente, trazer consequências inesquecíveis, difíceis de concertar, e muito mais difíceis de se curar.

Fico pensando o que alguém sente quando toda sua reputação vai por água abaixo. Aceitar propina,ter um caso extra conjugal, cometer um assassinato. É dificil entender o que leva as pessoas, muitas vezes consideradas modelos da sociedade, a cometerem tais coisas. O que pra mim tem solução, pra você talvez não tenha, o que pra mim é o fim do mundo, pra você talvez não seja. Nessas horas tudo realmente parece ser relativo.

Mateus 10 tem uma história interessante. Quando Jesus enviou seus 12 discípulos a pregar e evangelizar. A Biblia apresenta a cada discipulo de uma maneira aparentemente normal. “Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão…” apresentando a relação de um com o outro e assim vai até chegar num tal Judas. Quando o autor se refere a Judas, ele diz “…e Judas Iscariotes aquele que o traiu.”


Sempre fiquei encucado com essa expressão “aquele que o traiu”. Será que esse cara nunca fez nada de bom que possa ser lembrado? Porque a Biblia não o apresenta de uma maneira menos negativa? Porque não relata pelo menos uma qualidade desse homem e depois sim, fala mal. Tudo bem que ele realmente foi um tremendo rato mas precisava queimar o filme do Judas assim de cara? Justo a Biblia um livro tão bom?

Pergunte a qualquer pessoa “quem foi o pior dos discipulos?” e garanto que a maioria vai dizer Judas. Eu fiz questao de perguntar aos meus amigos e de 12 a quem perguntei, Judas foi a resposta unânime. Tudo por causa de uma má decisão de Judas. Tudo por causa da sua reputação. Não estou defendendo Judas ou o que ele fez mas é muito fácil esquecer que a vaidade fazia os discípulos discutirem entre si para ver quem se sentaria à direita de Cristo no seu novo reino. Facil de esquecer também que dos 12 discípulos, 1 negou a Cristo 3 vezes no dia da sua morte e o resto desapareceu na hora que o Mestre mais precisava de apoio. Infelizmente, nossa reputação nos persegue.

Não sei se você conhece a história de Judas. Ele literalmente vendeu a Jesus. Não sei se você sente repulso do que ele fez, do que ele foi, ou se você sente pena dele. Só sei que nada na Biblia é por acaso, e se a Santa palavra de Deus resolveu defini-lo como traidor,e porque alguma lição existe e eis aqui o que aprendi do nosso amigo Judas.

Antes do verso que apresenta aos 12 discípulos e chama Judas de traidor, existe um verso que diz E, chamando a si os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para expulsarem, e para curarem toda sorte de doenças e enfermidades.” (Mat. 10:1). Voce vê? Tudo isso foi dado aos 12 discipulos incluindo o próprio Judas. Foi dado ao famoso e amado João, e ao repugnante traidor Judas. Todos os 12 não só tinham autoridade dada por Cristo mas tinham o dever de usar tal autoridade para “curarem todas as doenças e enfermidades”.

 Os sonhos de Deus não param quando ele vê o que você é. Eles continuam até você chegar naquilo que ainda pode ser. O potencial que Ele vê em você não é bloqueado ao primeiro sinal das tuas falhas de carácter ou no maior erro da tua vida, Ele quer usar essas mesmas falhas de carácter, esses mesmos erros monumentais para que você possa usar sua experiência para ajudar outros; para que você também possa receber essa autoridade para sair aí pelo mundo “curando todas as doenças e enfermidades” espirituais que destroem o ser humano dia após dia.

Mas Sami, o que eu fiz no meu passado foi grave demais, me dá vergonha, ainda me traz dor. Muita gente sabe que eu não consigo vencer minhas tendências, minhas lutas, quanto mais tento lutar, mais me afundo, mais sofro, mais longe de Deus pareço terminar.

“A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” 2 Corintios 12:9

 Colega, sei que incomoda e machuca saber que o povo nos vê como um fracassado, uma pessoa sem valor, um Judas. Mas a única pessoa que pode te ajudar a sair dessa, não te ve assim, não quer te ver assim, e faz de tudo pra você não se sentir assim, mas ele precisa da tua ajuda. Você precisa aceitar, você precisa acreditar que só o que ele pensa, é suficiente pra você comecar a revira volta que tua vida precisa.

“Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vocês, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.” Jeremias 29:11

Judas, depois de ver a tremenda lambança que fez, se desesperou e se matou. Conheço muita gente cujos fracassos dessa vida podem até não terem feito elas quererem se matar mas com certeza deu vontade de fazê-las sumir do mapa para não enfrentarem as consequências. Eu já estive nessa colega, será que você também?

A hora vai chegar em que quem te desprezou, não acreditou em você, não te ajudou, vai ver em você uma nova criatura, um novo ser, alguem que inspira vida nas pessoas. Quando essa hora chegar, não deixe a vingança tomar conta de você, afinal, você sabe o quanto doeu não ser tratado com o devido valor. Que o mesmo sabor de vitória que hoje você tanto almeja e quem sabe ja até sente, também te dê humildade para fazer por outros o que não fizeram por você.

O livro da tua vida está sendo escrito. A chance de você mudar sua história depende só de você. Espero que um dia, quando tua história seja lida para todos os seres do universo, todos possam ver de onde Deus te tirou e até onde te trouxe.

Deus tem um plano pra sua vida. Você não foi feito pra viver derrotado e mal falado por ninguém. Infelizmente teu passado não pode ser mudado, mas com a ajuda de Deus, esse mesmo passado que te constrange é o que vai te ajudar a seguir adiante de cabeça erguida. Apodere-se do poder que Deus quer te dar, e mude o curso da tua história. O final dela, você decide. (Sami Bullón)

Fonte: Ministério Bullón

A mente…

08/04/2010

“Deus dotou os seres humanos com razão e faculdade intelectuais, mas se estas não são adestradas, sendo deixadas incultas, as pessoas se tornarão como os selvagens pagãos. A mente deve ser cultivada, e é necessário que os professores apresentem regra e preceito sobre preceito, guiando e treinando o agente moral de livre vontade de forma que ele entenda o que é cooperar com Deus. O Senhor trabalha no agente humano pela luz da verdade, e a mente, iluminada pela verdade, é capaz de ver a verdade em contraste com o erro. Aberta à luz da verdade vê claramente as evidências da verdade, e acredita nela como procedente de Deus. O homem iluminado pela verdade não a chamará de falsidade, nem a escuridão de luz. O Espírito revela para a mente as coisas de Deus, e para aquele que coopera com Deus existe a compreensão de que a Presença divina está pairando sobre ele. Quando o coração é aberto a Jesus e a mente responde à verdade, Jesus habita no coração. A energia do Esírito trabalha na mente, e dirige as inclinações para Jesus. Pela fé viva, o cristão põe inteira dependência no poder divino, esperando que Deus queira e efetue aquilo que está de acordo com Sua boa vontade. Tão depressa como a pessoa decide e age conforme a luz que é revelada, o Espírito toma as coisas de Deus e dá mais luz para a pessoa.” (Signs of the Times, 12 de fevereiro de 1864).

Resposta divina à oração de Salomão

31/03/2010

“Numa visão noturna, o Senhor lhe apareceu com a mensagem: “Ouvi tua oração, e escolhi para Mim este lugar para casa de sacrifício. Se Eu cerrar s céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o Meu povo; e se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a Minha face e se converter dos seus maus caminhos, então Eu ouvirei dos Céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os Meus olhos e atentos os Meus ouvidos à oração deste lugar. Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o Meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os Meus olhos e o Meu coração todos os dias” (2 Crônicas 7:12-16).

Fonte: Ellen G. White, Profetas e Reis, página 16.

Oração dedicatória do templo por Salomão

30/03/2010

“No meio do pátio” do templo havia sido erguida “uma base de metal”, ou plataforma, “de cinco côvados de comprimento, e de cinco côvados de largura, e de três côvados de altura”. Sobre esta base Salomão pô-se em pé, e com as mãos erguidas abençoou a vasta multidão que tinha diante de si. “E toda a congregação de Israel estava em pé” ( 2 Crônicas 6:13, 3)

“Bendito seja o Senhor Deus de Israel”, exclamou Salomão, “que falou pela Sua boca a Davi meu pai, e pelas Suas mãos o cumpriu, dizendo: Escolhi Jerusalém, para que ali estivesse o Meu nome” (2 Crônicas 6:4,6)

Salomão pôs-se então de joelhos na plataforma, e aos ouvidos de todo o povo e ofereceu a oração dedicatória. Levantando as mãos para o céu, enquanto a congregação permanecia ajoelhada com a face para o chão, o rei suplicou: “Senhor Deus de Israel, não há Deus semelhante a Ti, nem nos Céus nem na Terra; que guardas o concerto e a beneficência aos Teus servos que caminham perante Ti de todo o seu coração”.

“Mas verdadeiramente habitará Deus com os homens na Terra? Eis que o Céu e o Céu dos Céus não Te podem conter, quanto menos esta casa que tenho edificado? Atende pois a oração do Teu servo, e à sua súplica, ó Senhor meu Deus, para ouvires o clamor, e a oração que o Teu servo ora perante Ti. Que os Teus olhos estejam dia e noite abertos sobre este lugar, de que dissestes que ali porias o Teu nome, para ouvires a oração que o Teu servo orar neste lugar. Ouve, pois, as súplicas do Teu servo, e do Teu povo Israel, que fizerem neste lugar; e ouve Tu do lugar da Tua habitação , desde os Céus; ouve pois, e perdoa. […]

“Quando também o Teu povo Israel for ferido diante do inimigo, por ter pecado contra Ti e eles se converterem, e confessarem o Teu nome, e orarem , e suplicarem perante Ti nesta casa, então ouve Tu desde os Céus, e perdoa os pecados de Teu povo Israel; e faze-os tornar à terra que lhes tens dado a eles e a seus pais.

“Quando os céus se cerrarem , e não houver chuva, por terem pecado contra Ti, e orarem neste lugar, e confessarem Teu nome, e se converterem dos seus pecados, quando Tu afligires, então ouve Tu desde os Céus, e perdoa oo pecado de Teus servos, e do Teu povo Israel, ensinando-lhes o bom caminho, em que andem ; e dá chuva sobre a Tua terra, que deste ao Teu povo em herança.

“Havendo fome na terra, havendo peste, havendo queimadura dos trigos, ou ferrugem, gafanhotos, ou lagarta, cercando-a algum dos seus inimigos nas terras das suas portas, ou quando houver qualquer praga ou qualquer enfermidade, toda a oração, e toda a súplica, que qualquer homem fizer, ou todo o Teu povo Israel, conhecendo cada um a sua praga e a sua dor, e estedendo as suas mãos para esta casa, então ouve Tu desde os Ceús, do assento da Tua habitação, e perdoa e dá a cada um conforme a todos os seus caminhos, segundo conheces o seu coração […] a fim de que Te temam, para andarem nos Teus caminhos, todos os dias que viverem na terra que deste a nossos pais.

“Assim também ao estrangeiro, que não for do Teu povo Israel, mas vier de terras remotas por amor do Teu grande nome, e da Tua poderosa mão, e do Teu braço estendido, vindo eles e orando nesta casa, então ouve Tu desde os Céus, do assento da Tua habitação, e faze conforme a tudo o que o estrangeiro Te suplicar, a fim de que todos os povos da Terra conheçam o Teu nome, e Te temam, como o Teu povo Israel; e a fim de saberem que pelo Teu nome é chamada esta casa que edifiquei.

“Quando o eu povo sair à guerra contra os seus inimigos, pelo caminho que os enviareis, e orarem a Ti para a banda desta cidade, que escolheste, e desta casa, que edifiquei ao Teu nome. Ouve então desde os Céus a sua oração, e sua súplica, e executa o seu direito.

“Quando pecarem contra Ti ( pois não há homem que não peque), e Tu Te indignares contra eles, e os entregares diante do inimigo, para que os que os cativarem os levem em cativeiro para alguma terra, remota ou vizinha, e na terra, para onde forem levados em cativeiro, tornarem a si, e se converterem, e na terra do seu cativeiro a Ti suplicarem, dizendo: Pecamos, perversamente fizemos, e impiamente obramos; e se converterem a Ti com todo o seu coração e com toda a sua alma, na terra do seu cativeiro, a que os levarem presos e orarem para a banda da sua terra, que deste a seus pais, e desta cidade que escolheste, e desta casa que edifiquei ao Teu nome, ouve então desde os Céus, do assento da Tua habitação, a sua oração e as suas súplicas, e executa o seu direito; e perdoa ao Teu povo que houver pecado contra Ti.

“Agora pois, ó meu Deus estejam os Teus olhos abertos, e os Teus ouvidos atentos à oração deste lugar. Levanta-Te pois agora, Senhor Deus, para o Teu repouso, Tu e a arca da Tua fortaleza; os teus sacerdotes, ó Senhor Deus, sejam vestidos de salvação, e os Teus santos se alegrem do bem. Ah Senhor Deus, não faças virar o rosto do Teu ungido; lembra-Te das misericórdias de Davi Teu servo”

(2 Crônicas6:14-42)

Verdade

19/03/2010

“Não é a duração do tempo que labutamos, mas a voluntariedade e fidelidade em nosso trabalho que o torna aceitável a Deus. É requerida uma renúncia completa do próprio eu em todo o nosso serviço. O menor dever feito com sinceridade e desinteresse é mais agradável a Deus que a maior obra quando manchada pelo egoísmo. Ele olha para ver quanto nutrimos do espírito de Cristo,  e quanto nosso trabalho revela da semelhança de Cristo. Considera mais o amor e a fidelidade com que trabalhamos do que a quantidade que fazemos.” (Elle G. White, Parábolas de Jesus, p.402, ênfase provida).

“A adoração prestada em sinceridade de coração tem grande recompensa. “Teu Pai, que vê em segredo, te recompensará publicamente’ (Mt 6:6). Pela vida que vivemos mediante a graça de Cristo, forma-se o caráter. A beleza original começa a ser restaurada no íntimo. São comunicados os atributos do caráter de Cristo, começando a refletir-se a imagem do Divino. A fisionomia dos homens e mulheres que andam e trabalham com Deus revela a paz do Céu. São circundados da atmosfera celestial. Para essas pessoas começou o reino de Deus. Possuem a alegria de Cristo, a satisfação de ser uma bênção à humanidade. Têm a honra de ser aceitos para o serviço do Mestre; É-lhes confiado fazer Sua obra em Seu nome” ( Ellen G. White, O Lar Adventista, p.535).

Fonte: Lição da Escola Sabatina de adultos, sexta, 19 de março de 2010.

…quase infinita humilhação..

05/03/2010

“Teria sido uma quase infinita humilhação para o Filho de Deus, revertir-Se da natureza humana mesmo quando Adão permanecia em seu estado de inocência, no Éden.”

Fonte: O Desejado de Todas as Nações, Ellen G. White, página 49.

Mostra com Jesus gay é cancelada na Espanha

19/02/2010

A exposição de uma polêmica releitura da vida de Jesus Cristo, que inclui cenas de homossexualismo, prostituição e forte conteúdo sexual, teve de sair de cartaz na Espanha após levantar a ira de grupos católicos. A série Circus Christi foi descrita pelo seu autor, o fotógrafo Fernando Bayona, como “uma visão atualizada da vida de Jesus pelo filtro da sociedade atual, nas quais os personagens vivem vidas paralelas às narradas nos textos bíblicos”. Em uma das 13 fotografias, o dolorido nascimento de Jesus se dá em um precário ambiente caseiro. A sua pregação é simbolizada por um show de rock. E talvez o mais polêmico retrato seja o Beijo de Judas, no qual dois modelos masculinos, um com a camisa aberta no peito, trocam carícias. A foto empresta uma estética amplamente utilizada na publicidade. Grupos católicos espanhóis qualificaram a mostra de “blasfêmia” e disseram que o “escárnio” do artista “fere o sentimento dos cristãos”. Segundo a imprensa espanhola, apenas 38 pessoas tiveram a chance de ver a exposição, que ficaria em cartaz até o dia 5 de março na Universidade de Granada, na sul andaluz da Espanha. Por causa dos protestos de grupos católicos e a polêmica criada na imprensa e na sociedade local, a universidade decidiu suspender a exibição alegando que não poderia garantir a segurança no local. Ouvido pelo jornal El Mundo, o artista, que declinou pedidos de entrevista da BBC Brasil, disse que ficou “surpreendido” com a reação gerada pela exposição e garantiu que a polêmica não lhe beneficia. “Há muita gente que está falando de ouvir dizer, porque nem sequer houve tempo suficiente de todas as pessoas que estão opinando terem visitado a exposição”, afirmou, ao jornal. …

(BBC Brasil)

Nota: O desrespeito humano para com seu Criador parece não ter limites. Se essa atitude não fosse profética, causaria ainda maior espanto. Quando digo que estamos em débito com Sodoma e Gomorra, falo sério. Michelson Borges

Fonte: Michelson Borges

Jeremias 29:13

18/02/2010

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.”