Vitória sobre o pecado

Ele [Jesus] não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida à divindade; Ele estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p.123).

“No batismo, comprometemo-nos a romper toda conexão com Satanás e seus agentes, e dedicar coração e mente à obra de estender o reino de Deus. …O Pai, o Filho e o Espírito Santo estão empenhados em cooperar com os instrumentos humanos santificados” (Comentários de Ellen G. White, The SDA Bible Commentary, v.6, p.1.075).

“A profissão de cristianismo, sem a fé e as obras correspondentes, de nada aproveitará. Homem algum pode servir a dois senhores. Os filhos do maligno são servos de seu senhor; de quem se fazem servos para lhe obedecer, desses são servos (Rom 6:16), e não podem ser servos de Deus enquanto não renunciarem ao diabo e a todas as suas obras. O envolvimento nos prazeres e diversões em que empenham os servos de Satanás não pode ser inofensivo para os servos do Rei celestial, embora repitam muitas vezes que tais diversões são inocentes. Deus tem revelado verdades santas e sagradas para separar Seu povo dos ímpios e purificá-lo para Si. Os adventistas do sétimo dia devem viver sua fé” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v.1, p.404).

Fonte: Lição da Escola Sabatina dos Adultos, A Redenção em Romanos, p.51.

Anúncios

Tags: , , ,


%d blogueiros gostam disto: