Descanso na presença de Deus II

Venha a Jesus, e terá descanso e paz. Você pode ter agora mesmo essa benção. Satanás sugere que você está desamparado, que não pode abençoar a si mesmo. É verdade; você é desamparado. Mas exale a Jesus diante dele: “Tenho um Salvador ressurreto. NEle confio, e Ele nunca permitirá que eu seja confundido. Em Seu nome triunfarei. Ele é minha justiça e minha coroa de glória.” Que ninguém aqui julgue que seu caso seja sem esperança; porque não é. Você pode ver que é pecador e está arruinado; mas é justamente por esse motivo que precisa de um Salvador. Se você tem pecados a confessar, não perca tempo! Estes momentos são ouro. “Se confessarmos os nossos pecados. Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (I Jo1:9). O que têm fome e sede de justiça serão fartos, pois Jesus o prometeu. Precioso Salvador! Seus braços estão abertos para receber-nos, e Seu grande  coração de amor está à espera para nos abençoar (Mensagens Escolhidas, v.1, p.352,353).

Precisamos compreender melhor o sentido destas palavras: “Desejo muito a sua sombra, e debaixo dela me assento” (Ct 2:3). Elas não nos fazem evocar a lembrança de uma pressa febril, mas de um reouso sossegado. Muitos cristãos há que andam ansiosos e abatidos, muitos andam tão cheios de atividades que não podem achar tempo para repousar nas promessas de Deus. Procedem como se não pudessem desfrutar paz e tranquilidade. A todos esses, Cristo dirige o convite: ” Vinde a Mim, … e Eu vos aliviarei” (Mt 11:28).

Desviemo-nos das estradas quentes e poeirentas da vida, para repousar `a sombra do amor de Cristo. Ali, nos fortaleceremos para a luta. Ali, aprenderemos a diminuir nossas lutas e reocupações e a falar e cantar para o louvor de Deus. Os cansados e oprimidos aprendam de Cristo e uma lição de confiante calma. Se querem desfrutar paz e descanso, devem eles sentar-se à Sua sombra (Testemunhos Para a Igreja, v.7, p.69,70).

Há uma condição para o descanso e a paz oferecidos por Cristo a nós aqui. E esta é a de nos colocarmos juntamente com Ele no jugo. Todos quantos aceitam a condição hão de verificar que o jugo de Cristo os ajudará a levar todo fardo que for necessário. Sem Cristo ao nosso lado para suportar o maior peso, teremos que admitir que o fardo é pesado demais. Mas com a ajuda dEle, os fardos da vida podem ser tornados leves. E justamente na proporção em que o homem procede em voluntária obediência às exigências divinas, virá o descanso de espírito.

A mansidão e a humildade caraterizarão todos os obedientes à Lei de Deus , todos os que levam o jugo de Cristo em submissão. Essas graças trarão o desejável resultado da paz no serviço de Deus. …

O Senhor chama suave o Seu jugo, e a Seu fardo, leve. Todavia, esse jugo não nos dá uma vida de comodismo e liberdade e condescendências egoístas. A vida  de Cristo foi de abnegação e sacrifício a cada passo, e Seu verdadeiro seguidor, semelhante a Ele, possuindo brandura e amor coerentes, seguirá as pegadas de Seu Mestre (Para Conhecê-Lo, p.120).

Fonte: Comentários de Ellen G. White sobre a Lição da Escola Sabatina dos Adultos, terça,11 de maio de 2010.

Tags: , , , ,


%d blogueiros gostam disto: