Quando Todos ajudam

“E disseram a Moisés: O povo traz muito mais do que é necessário para o serviço da obra que o Senhor ordenou que fizesse. Então Moisés deu uma ordem, e proclamou-se por todo o arraial: Nenhum homem, nem mulher, faça mais obra alguma para a oferta alçada do santuário. Assim o povo foi proibido de trazer mais” Êxodo 36: 5 e 6.

Depois dos israelitas terem saído do Egito, Deus se prontificou a estar no meio do povo, além da nuvem durante o dia e da coluna de fogo à noite, Deus queria ir mais além. Na verdade para salvar a humanidade Deus sempre foi mais além.

O Senhor fez um trato com Moisés, lá no alto do monte Sinai Deus mostrou para Moisés o “Santuário celestial” e disse para Moisés fazer exatamente como Ele havia lhe mostrado.

Ao voltar para o acampamento de Israel, Moisés, então, convocou todo o povo e transmitiu as ordens de Deus: o povo deveria trazer suas ofertas ao Senhor para que com essas ofertas fosse construído o “Santuário terrestre”. Em muitas igrejas há uma dificuldade tremenda quando seus líderes pedem ajuda ao povo e parece que ninguém se dispõe.

Mas com os Israelitas foi diferente, o povo começou a trazer as suas ofertas, ouro, prata, etc. Foram trazidas tantas coisas que chegou um dado momento em que Moisés pediu para pararem de trazer ofertas para construção do Santuário Terrestre. (Se estivesse no púlpito, nesse momento, pediria para igreja dar um amém bem forte).

Deus sempre traz á nós planos que estão ao nosso alcance, ele conhece muito bem nossas limitações e sabe a capacidade que temos para lograr em nossos feitos. Imagine você a situação desse povo, eles estavam no deserto marchando, eles tinham saído de um regime de escravidão, eu tenho plena certeza que aquele não era um povo rico. Ali naquela multidão não tinha ninguém bem de vida, com um salário exorbitante, nadando num rio de dinheiro. Era um povo humilde marchando no deserto em busca da terra prometida.

O que na verdade aconteceu na construção do templo foi uma união de poucas coisas, cada pessoa foi trazendo um pouquinho do que possuía alguma pequena relíquia, uma pequena oferta. Era pouco, mas o pouco somado com de varias pessoas se tornou muito.

A prosperidade vem da união, na escola quando a professora pede para alunos fazerem um trabalho escolar para ser feito em grupo, então um aluno faz todo trabalho e os outros “espertalhões” não fazem nada, fica um trabalho fraco e retrógado em conhecimento. Mas quando todo o grupo se envolve, divide o trabalho e então todos fazem um pouquinho e tudo fica melhor.

Na família quando só a mãe cuida dos filhos ela se torna cansada, estressada e abatida, porém quando o pai também se envolve no cuidado dos filhos o lar se torna mais feliz.

Na empresa quando cada funcionário se envolve no trabalho a empresa cresce e conquista um rendimento melhor.

Na igreja quando todos ajudam com suas ofertas,  fazem um pouquinho no trabalho missionário, cumprimentam as visitas, ajudam na reforma da igreja, ela se torna uma igreja mais fervorosa.
A prosperidade vem da união, a velha frase diz “a união faz a força”, se os Israelitas não se unissem jamais teriam construído o Santuário Terrestre, a união fez a diferença. A união pode fazer a diferença da sua escola, na sua casa, no seu trabalho e na sua igreja. Que Deus te abençoe.

Autor: Emerson Teixeira (texto com adaptações)

Anúncios

Tags: , , ,


%d blogueiros gostam disto: