Alerta!!!!

“Em Seu trato com a humanidade, Deus suporta longamente o impenitente. Ele usa Seus agentes designados para chamar homens à submissão, e lhes oferece pleno perdão, caso se arrependam. Mas, por ser Deus paciente, as pessoas abusam de Sua misericórdia. ‘Visto como se não executa logo a sentença sobre a má obra,  o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a praticar o mal.’ (Ec 8:11). A paciência e a longanimidade de Deus, que deveriam suavizar e subjugar a vontade, têm uma influência totalmente diferente sobre os descuidados e pecadores. Leva-os a abandonar as restrições e os fortalece na resistência. Pensam que o Deus que tanto suportou por eles não dará atenção à sua atenção à sua perversidade. Se vivêssemos em uma época de retribuição imediata, as ofensas contra Deus não aconteceriam tão frequentemente. Mas, embora tarde, o castigo não deixa de ser inevitável. Existem limites até para a paciência de Deus. O limite de Sua paciência pode ser ultrapassado, e Ele certamente punirá os obstinados. E quando começar a estudar o caso dos pecadores presunçosos, Ele não o interromperá até que esteja concluído. (Ellen G. White, THE SDA BIBLE COMMENTARY, P 1.166)

Fonte: Lição da Escola Sabatina, sexta, 29 de janeiro de 2009.

Tags: , , , ,


%d blogueiros gostam disto: