Para refletir

“Não cessou ainda a substituição dos preceitos de Deus pelos dos homens. Mesmo entre os crentes acham-se instituições e costumes que não têm melhor fundamento que as tradições dos Pais. Essas instituições, baseadas em autoridade meramente humana, têm suplantado as de indicação divina. Os homens se apegam a suas tradições, e reverenciam seus costumes, nutrindo ódio contra os que lhes procuram mostrar que estão em erro. Nesta época, quando somos mandados chamar a atenção para os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, vemos a mesma inimizade que se manifestava nos dias de Cristo. Acerca do povo remanescente de Deus, está escrito: “E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto de sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.”

Mas, “toda planta, que Meu Pai celestial não plantou, será arrancada”. Em lugar da autoridade dos chamados pais da igreja, Deus nos pede para aceitar a palavra do Pai eterno, o Senhor do Céu e da Terra. Aí somente se encontra a verdade sem mistura de erro. Davi disse: “Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque medito nos Teus testemunhos. Sou mais prudente do que os velhos: porque guardo os Teus preceitos.” Que todos os que aceitam a autoridade humana, os costumes da igreja ou as tradições dos pais, atendam à advertência envolvida nas palavras de Cristo: “Em vão Me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.”

Fonte: Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, página 398.

Tags: , ,


%d blogueiros gostam disto: