Compartilhando o Senhor

“Não existe dúvida de que a pregação da mensagem do Cristo crucificado e ressurreto, que agora é o nosso intercessor junto ao Pai, também inclui o fiel ensino das importantes verdades doutrinárias que Deus revelou em Sua Palavra.

Se quisermos crer no Deus da Bíblia e decidirmos seguir a Cristo, tanto quanto pudermos, vamos querer saber sobre Ele, sobre Seu caráter e o que Ele espera de nós. Tentamos resumir o que aprendemos na Bíblia em uma série de doutrinas e ensinos. Para alguns, afirmações doutrinárias não passam de bagagem mental irrelevante. Este é um engano trágico. Sem a sã doutrina, nossa fé logo se torna errática e superficial. Em vez de crescer na fé, poderemos descobrir que nossa fé se torna cada vez menos significativa. Frequentemente, as doutrinas errôneas nos afastarão de Cristo, em direção a nós mesmos ou a qualquer outra coisa que supostamente contribua para nossa salvação. Quando falhamos em fundamentar a fé no ensino bíblico sadio, corremos o sério perigo de nos afastar do centro de nossa fé; Jesus Cristo, nosso Senhor.

A ênfase na importância da sã doutrina deve ser complementada com a determinação incondicional de ancorar em Jesus Cristo tudo o que dizemos. Tudo o que cremos e afirmamos como doutrina deve estar relacionado com aquele em quem estamos seguros da salvação eterna. Se não houver conexão com Jesus Cristo, uma doutrina não será mais que um detalhe de informações técnicas, que podem ser interessantes e intelectualmente desafiadoras, e nada mais. Mas, se estiver firmada em Jesus Cristo, a doutrina nos ajudará a entender melhor o plano da redenção e aprofundará nossa relação com o Senhor.”

Comentário da lição de adultos, quinta, 25 de junho.

“Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus.” Tito 2:1

Anúncios

Tags: , , , , ,


%d blogueiros gostam disto: