Opinião!

Fuga para DeusAssim que comecei a ler o livro escrito por JIM HOHNBERGER e corrigido por TIM e JULIE CANUTESON, pensei tratar-se de mais um livro que falaria a respeito de um homem – suas lutas terrenas e a vitória pelo Espírito de Deus, só isso me faria ler o livro para alimentar-me mais do Espírito de Deus, mas o livro é muito mais que isso, nos mostra contemporâneo a história de apenas um homem, sim, como eu e tantos que existem, imperfeito, carente, revestido de uma casca de religiosidade sem resultado e o mais interessante, esse homem se veste com as roupas de meu tempo (desculpe a brincadeira, mas como falamos muito dos homens da Bíblia, todas as encenações que vi mostram estes homens de Deus vestidos de roupas antigas e isso me faz pensar inconscientemente que, talvez, Deus só tenha se manifestado naquele tempo de modo mais real, pelo menos era isso que eu pensava). A história é baseada nas lutas e problemas de uma família, que nos padrões terrenos e visuais tinham um sucesso estrondoso, mas que decidiram ter um encontro com Deus mais intenso.

Este homem conseguiu enxergar, pela graça do Eterno, o que fazer para encontrar Deus de modo mais intenso, independentemente do que outros homens falavam, mesmo aqueles que, pasmem, freqüentavam igrejas (relembrando que igreja é um Hospital, e graças a Deus que o Altíssimo não nos cobra perfeição e pleno conhecimento da palavra), que criticaram a decisão de JIM em largar tudo, ir às montanhas e marcar sua vida para sempre, como a de um homem que conseguiu ter um relacionamento pessoal com Deus.

Antes de ler o livro, achava que se conhecesse alguns dos sagrados mistérios como: mortalidade da alma, sábado, santuário e outros, meu contato com Deus seria pleno, mas um dia após a morte de minha avó, pessoa temente a Deus e zelosa, vi que o que nos conforta na palavra não é conhecer estes mistérios e colocá-los em debate, mas sentir a presença salvadora de Cristo em nossa vida, nos pequenos atos, pois ai o Espírito Santo nos guiará para que falemos de Deus no momento certo, com a impressão certa. Só aí a palavra de Deus conforta e vivifica, criando o que eu chamo de cristianismo prático, que é colocar em cada detalhe da nossa vida a aparência de Deus: no que comemos, no que falamos, no que escutamos, no nosso trabalho, no nosso olhar, em tudo.

Logo no primeiro capítulo do livro vi JIM lutar contra algo que em minha vida era tão presente, não que eu não caia hoje, creio que caio todos os dias, mas busco a Deus e peço para que me transforme sempre. JIM lutava contra a raiva, a falta de paciência, o estrondo, seu EU. Importante ressaltar que lendo as páginas do livro percebi que em várias circunstâncias cairia facilmente e nem perceberia que havia auxiliado o inimigo a disseminar o desamor e a discórdia e que a aparência de Cristo estava cada vez mais distante, quem diria que uma simples irritação, um grito com as pessoas que amamos, pode nos levar para tão longe de Deus? Pecado não é simplesmente comer alimentos impuros, ou transgredir os Dez mandamentos de modo literal, mas é agir diferente do que Cristo agiria em cada passo da nossa vida. Isso é pecado.

Aprendi isso com o livro e depois estudando, como se deve estudar a palavra de Deus (com espírito humilde e de obediência). Entendi o que significou para João Batista quando afirmou:”convém que ele cresça e eu diminua”. O que sentiu o Apóstolo Paulo quando falou que “não eu, mas Cristo é quem vive em mim”.

Tudo em nossa vida deveria ser destinado a viver com Deus eternamente, isso é real, aprendi isso também, o Céu existe e ele está próximo, Cristo em breve vai voltar e aleluia por isso.

O que precisamos fazer? Nada. Só ouvir a voz de Deus e segui-lo, ouvir a Voz de Deus nos nossos pequenos atos, entregar-nos plenamente ao nosso Salvador e reconhecer que ele provê o melhor para nós.

Apliquemos na nossa vida os ensinamentos do livro, assim como JIM o fez e busquemos ser mais cristãos em nossa vida.

Klaus Stenius

Anúncios

Tags: , , ,

Uma resposta to “Opinião!”

  1. Paula Says:

    Com certeza esse é um livro que fala do cristianismo prático, do Deus que deseja Ser Deus em cada minuto das nossas vidas. Não precisamos nos esforçar, só temos que deixar Ele agir em nossas vidas!

Os comentários estão desativados.


%d blogueiros gostam disto: