Nada me faltará… II

helping20hand_lo_res

Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas.

Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda.  Salmo 23:2-5

Quando olho para os versos acima, parece que se estabelece uma contradição em relação ao verso 1 – O Senhor é o meu pastor e nada me faltará – porque o que o texto seguinte diz é que muita coisa vai me faltar aqui nessa vida.

Veja:

  1. Estarei cansado e famintoDeitar-me faz em pastos verdejantes
  2. Atravessarei águas turbulentasGuia-me mansamente a águas tranqüilas
  3. Terei a alma atribuladaRefrigera a minha alma
  4. Enfrentarei a injustiçaGuia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome
  5. Irei me deparar com a morteAinda que eu ande pelo vale da sombra da morte
  6. Terei inimigosPreparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges minha cabeça com óleo

Bem, Deus é o nosso pastor que não nos deixa faltar nada, certo? Eu creio nisso. Ele não deixa me faltar nada daquilo que seja importante para meu crescimento espiritual.

Então Deus considera importante passarmos por privações??? Como é isso? Prá que servem as incertezas dessa vida? Prá que Deus permite as dificuldades na vida dos seus filhos?

Não vou te dar todas as respostas, pois não as conheço. Mas uma coisa eu sei: Deus me deixa passar por situações difíceis para que eu perceba o quanto eu preciso Dele. Só Ele pode me salvar, nada nesse mundo tem valor nenhum! Mas eu me esqueço disso e tento viver de modo autosuficiente, deixando o poder divino de fora das minhas questões…

Daí surgem os problemas, Deus permite isso… Bem, o que acontece? Eu grito por socorro e lá está Ele. Me assistindo com a mão estendida, pronto para me acudir…

Quem cria a confusão sou eu… O Pai apenas permite que eu enfrente as consequencias de algumas escolhas erradas, para que eu perceba o quanto Ele é importante. E não é por vaidade que Ele faz isso. É prá minha salvação, pois não existe outro caminho, mas eu sempre fico tentando caminhar nos meus atalhos…

Deus é o Pai que assiste o filho. Fica zelosamente ao nosso lado. Quando nos soltamos da mão dele, Ele permite que caminhemos sozinhos por um tempo. Mas sempre está por perto, pronto a atender. Ele nunca se afasta, mas respeita nossa decisão de andar sozinhos. O que Ele quer é fazer parte, andar de mãos dadas, caminhar ao nosso lado…

É por isso que o salmo 23 termina assim:

Bondade e misericórdia certamente me seguirão por todos os dias da minha vida. E habitarei na casa do Senhor para todo o sempre.

Fica então a pergunta: se tenho o Senhor, mesmo que tudo me falte, o que não terei???

Anúncios

Tags: , ,


%d blogueiros gostam disto: